Infância e Adolescência

O Aplicativo Secret e seu uso por adolescentes

quinta-feira, 14 agosto , 2014

“Cuidado! Me fotografei e postei!! Mas é Secret…” – Uma reflexão sobre o uso do Aplicativo Secret por adolescentes.

secret

Secret, o aplicativo que foi lançado nos Estados Unidos no inicio deste ano com o objetivo de criar um espaço para que os jovens pudessem desabafar via internet promete manter o anonimato das mensagens que podem ser compartilhadas por grupos (escola, academia, trabalho, cursos). No entanto vem sendo usado no Brasil por jovens desde 12 anos de idade expondo fotos com apelo sexual e mensagens anônimas indevidas que os levam a uma grande exposição. Os conteúdos são impróprios e o que mais tem chamado atenção é que as fotos e outros conteúdos são muitas vezes postados pelos seus autores!

Mais uma vez é preciso convocar pais e educadores a informar esses jovens sobre os riscos que essa exposição pode provocar e sendo assim minimizar as experiências negativas e muitas vezes destrutivas emocionalmente que o bullying virtual promove!

No entanto, Não se trata de trabalhar com coerção, mas sim promover uma discussão saudável que leve a uma tomada de consciência! É preciso informar as crianças e conscientizar os adolescentes! Os adolescentes que nesta fase sentem-se onipotentes tendem a minimizar ou praticamente desconsiderar os riscos sobre as implicações legais, psicológicas e sociais.

O jornal Folha de São Paulo publicou que algumas vítimas do Secret estão acionando a Justiça para obrigar o Google e a Apple a retirarem o aplicativo das lojas, além de bloquear o acesso daqueles que já fizeram o download.

Mas a minha intenção aqui é pensar o que querem estas jovens que estão expondo-se a ponto de fotografarem-se aos 12,13 14, 15 anos em fotos sensuais e muitas vezes eróticas, colocando-as nas redes sociais?

Independe do recurso utilizado é preciso entender quem o está utilizando e de que forma. Mais importante ainda é pensar no porquê desta exposição!

O que uma jovem está denunciando quando se coloca nesta situação?

Muitas vezes os holofotes recaem sobre aqueles que replicam as imagens ou indevidamente começam a publicar mensagens ofensivas. Claro que é preciso também dar atenção à violência explicita nestes jovens que sentem prazer com a dor que incitou no outro.

Mas não podemos deixar de considerar que a autoexposição que possibilita essa violência é uma autopunição (sadismo/masoquismo) e sendo assim é preciso fundamentar essas ideias!

Levanto como hipótese o valor que os corpos ganharam nestes últimos anos e por isso estamos assistindo uma sociedade escrava da estética!! O valor dos corpos é colocado como moeda de troca e muitas vezes pode ganhar um valor maior diante de uma jovem que está desenvolvendo-se de forma precária no que diz respeito as emoções.

O corpo fala! Nós já sabemos! O corpo pode sumir (anorexia), Pode exceder (obesidade) pode ficar marcado (tatuagens, piercings, sobretudo na boca, seios e vagina…), e agora pode ser exibido…

Mas quem escuta?

Assuntos Infância e Adolescência

   Acompanhe no Facebook.

 

 

contato@monicadonettoguedes.com.br

 

Avenida das Américas, 500, bloco 8, sala 212
Downtown – Barra da Tijuca

Rio de Janeiro, RJ.

21 2494 5508

Receba nosso informativo gratuitamente:

© 2015 Monica Donetto Guedes | Web design: O Tao do Site